Educação, falsidade e saber perdoar.

Para começar, gostaria de expor o significado das palavras falsidade e educação.

Falsidade (s.f.) Característica daquilo ou de quem é falso; atributo do que se opõe à verdade; qualidade do que pretende ser verdadeiro, mas não é. Aquilo que tende a enganar; desprovido de verdade; de teor calunioso; mentira. Ação de fingir; maldade ou hipocrisia: a falsidade de seu amor é lastimável. Tendência para ser desleal; perfídia. Jurídico. Delito que se comente contra a fé pública, caracterizado pela modificação intencional da verdade, com o objetivo de fazer com que alguém seja prejudicado.

Educação (s.f.) No seu sentido mais amplo, educação significa o meio em que os hábitos, costumes e valores de uma comunidade são transferidos de uma geração para a geração seguinte. A educação vai se formando através de situações presenciadas e experiências vividas por cada indivíduo ao longo da sua vida. O conceito de educação engloba o nível de cortesia, delicadeza e civilidade demonstrada por um indivíduo e a sua capacidade de socialização.

Posto o embasamento científico das palavras, posso começar a falar sobre.

Quando você não gosta de um(a) fulano(a) X, fala mal dele por trás sem ele ter feito nada pra você e quando o encontra na balada abraça, tira fotos e se faz de “BFF”, você está sendo cobra.

Quando você tinha um(a) amigo/colega(a) que fez alguma falsidade (vide definição acima) com você e você fala mal dele(a) por trás e quando o encontra fica de conversinha, se fazendo de migão(ona), você está sendo cobra também.

Agora quando você não gosta da pessoa, independente dos motivos, e esta é amiga/colega de alguém próximo a você, ou seja, você sempre vai encontrá-la, e você a trata normalmente, sem forçar nada, isso se chama educação.

Não é porque você não gosta de pessoa que você precisa maltratá-la, apenas trate com educação, ou em casos extremos, apenas não trate e finja que ela não existe.

Agora, acima disso tudo, quando você é amigo/colega(a) de alguém e este(a) faz algo errado contigo, mas você senta e conversa, e este(a) se arrepende e pede perdão, e você perdoa, você está sendo humano. Todas as pessoas merecem uma segunda chance. E absolutamente ninguém tem direito de julgar ninguém. Se as pessoas soubessem essas regrinhas básicas da vida, muita chateação poderia ser evitada.

Bons costumes e ética são sempre bem vindas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s